Home / Quem Somos / Quem Somos

Quem Somos


O Centro Social é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, sem fins lucrativos erecta canonicamente, que goza de personalidade jurídica no foro canónico e civil e é pertença da fábrica da Igreja Paroquial de São Jorge de Arroios” (Cf. Artº 1 nº 1 e 2 dos Estatutos). Em 2009, definiu a sua cultura organizacional fundamentada numa Missão, Visão e Valores, que responde a quem é, quem quer vir a ser, e por que valores se pauta.

 

Assim, define a sua missão como:

O Centro Social Paroquial de São Jorge de Arroios é uma Instituição Particular de Solidariedade Social erecta canonicamente, constituída como uma resposta social de apoio psicológico e espiritual de carácter preventivo e de reabilitação, prestada na sede ou no domicílio à população idosa, contribuindo para a sua qualidade de vida.

 

Nesta definição podemos verificar que o Centro Social existe para prestar serviços à Pessoa Idosa com o objectivo de proporcionar qualidade de vida àqueles. Para isso, disponibiliza serviços de carácter social, psicológico espiritual quer na sede ou no próprio domicílio da Pessoa idosa.

 

A Instituição estabeleceu a sua Visão como:

Constituir Centro Social Paroquial São Jorge de Arroios como uma Resposta de Apoio Social de referência no Cuidado à Pessoa.

 

Sendo os Valores:

Respeito pelos direitos humanos, Procura da excelência, seriedade, rigor, credibilidade, responsabilidade.

 

A Instituição iniciou a sua actividade na década de 70 sob a denominação de “convívio fraterno”, especificamente no ano de 1976, no espaço próprio da Igreja de Arroios. Em 1982 a Igreja Paroquial de São Jorge de Arroios, adquire o Imóvel, onde hoje funciona o Centro Social, com a finalidade de ali dar resposta à população Idosa da Freguesia.

 

Em 1985, foi criado o Centro Social Paroquial de São Jorge de Arroios, com as Respostas Sociais de Centro de Dia e de Centro de Convívio. Posteriormente, inicia a Resposta Social de Serviço de Apoio Domiciliário.

 

Em 1996, foi entregue o projecto de ampliação e remodelação das Instalações do Centro Social ao Fundo Europeu Desenvolvimento Regional, para comparticipação de fundos Europeus.

 

Em 1998 iniciam as obras de remodelação, e enquanto isso, o Centro funcionaria em Instalações cedidas no Hospital de Arroios.

 

Em Outubro de 2000 foram inauguradas as novas instalações do Centro Social, espaço onde é desenvolvida a actividade até hoje, com Estatutos próprios, com o nome de Centro Social Paroquial de São Jorge de Arroios, inscritos no livro 3 das Fundações de Solidariedade Social sob o número 125/85 a folhas 24v e 25 em 15/11/85, reconhecida em Diário da Republica nº26 – 28/11/1997 como Instituição Particular de Solidariedade Social, Pessoa Colectiva de utilidade pública, com sede na Rua Carlos José Barreiros nº19, freguesia de Arroios.

 

Em 2003, a Instituição contava com 11 Colaboradores, e três Respostas Sociais, orientadas apenas para a população idosa da Freguesia de Arroios: Centro de Dia com a lotação para sessenta pessoas, que funcionava de segunda a sexta das 9h00 às 17h00, o Serviço de Apoio Domiciliário com a lotação para 70 Pessoas que funcionava de segunda a sexta das 09h Às 17h00, e um Centro de Convívio, para 30 Pessoas que funcionava, também, de segunda a sexta entre as 14h30 e as 17h.

 

Em 2006, o serviço de apoio domiciliário alarga a sua intervenção até ao período das 21h, sendo que em 2007, alarga ate às 00h00. No ano de 2008, esta resposta alarga, novamente o seu horário, passando a ser das 08h às 00h. Em 2011, verifica-se novo alargamento, operacionalizando das 07h às 00h.

 

Em Julho de 2009, é extinta a resposta social de Centro de Convívio. Em Outubro o Serviço de Apoio Domiciliário alarga a sua intervenção aos fins de semana, aumentando, também, o número de Utentes abrangidos, passando a 85 Utentes, do quais 29 durante os cinco dias da semana e 56, os sete dias da semana.

 

Funciona ainda, sem acordo de cooperação, o Serviço de Apoio Domiciliário 24h por dia, os sete dias da semana, com uma lógica de intervenção assente na permanência de uma cuidadora o número de horas a contratualizar com a Pessoa Utente; e uma linha solidária, os sete dias da semana entre as 07h e as 00h, que possibilita um contacto permanente entre a Pessoa Utente e a Instituição, e permite, ainda, minimizar sentimentos de isolamento e solidão.

 

Atento às necessidades da comunidade, o Centro Social abriu em 2007 o Centro Comunitário Madre Teresa, resposta destinada a Famílias e Indivíduos, e em 2008 uma Equipa de Rua noturna de apoio à população em Situação de Sem Abrigo, que a 16 de Setembro de 2013 se reconverteu numa Resposta Social, Núcleo de Apoio Local com instalações cedidas pela Câmara Municipal de Lisboa, no Largo de Santa Bárbara, freguesia de Arroios.

 

Em 2012, no âmbito do Plano de Emergência Social, o Centro candidatou-se às Cantinas Sociais, assinando protocolo para 100 refeições Diárias, e em 2013, aumenta o acordo para 150.

 

Em 2014, foi cedido à gestão do Centro, os Sanitários públicos situados no Jardim Constantino, para dar apoio à população em situação de sem abrigo.

 

Em Outubro de 2014 o Centro de Dia, alarga ao Sábado, uma vez que o número de Pessoas Isoladas e Pessoas com Síndrome Demencial assim o solicitou.